23/11/12

Antagonismos



Assim sou eu uma figura completamente antagónica
Sorrio com muito fervor
Cobrindo o mundo de cor

Mas por momentos interrompo os sorrisos
E o meu riso terno
Com soluços rudes, de quem arde no inferno!
Sou como um animal, sofro como um e ninguém me pode ajudar
Há dias em que acordo e estou feliz
Mas a minha alegria logo se vai e a tristeza momentânea vem e diz
Que eu não mereço ser feliz...
Assim sou eu...

Uns dias amo nos outros odeio...
Ás vezes chamo pelo amor,
Noutros dias pergunto-lhe porque veio...
Hoje não quero a solidão...
Nem este vazio que preenche tudo
Hoje queria apenas encher o coração
Calar este silêncio mudo
Assim sou eu...
Como os animais...
Assim sou eu, aquela que se preocupa com as coisas mais banais...
Assim sou coberta pelo véu da noite...
Oculta até o nascer do dia...
Assim sou eu, não sei!
Pelo menos era quando me conhecia.

Mantrax

1 comentário:

  1. Bem, eu tenho temido mudar, Porque eu construí minha vida ao seu redor, Mas o tempo traz coragem; crianças envelhecem, Estou envelhecendo também.(sinopse do meu blog)
    Acessa o meu blog?
    "Crianças Envelhecem"

    http://criancasenvelhecem.blogspot.com.br/

    Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
    Atenciosamente Dinha.

    ResponderEliminar

Respirem fundo e desabafem,:)